O poder dos sufixos no inglês.

Sabemos que o vocabulário tanto de uma língua estrangeira, quanto da materna, é essencial para gerar uma boa comunicação e se fazer entender de forma natural. Enriquecê-lo, portanto, é uma missão um tanto quanto desafiadora.

 

No inglês podemos aumentar o nosso léxico por meio dos sufixos “ful, less, ness, able/ ible, ly, hood e ship

 

Antes de aplicá-los em palavras, iremos exemplificar a função de cada um deles.

 

Os sufixos hood e ship formam substantivos abstratos, ou seja, substantivos que necessitam de outros seres para poderem existir.

 

Exemplos:

Child (criança) – childhood (infância); neighbor (vizinho) – neighborhood (vizinhança); leader (líder) – leadership (liderança); intern (estagiário) – intership (estágio).

 

O sufixo ness tem a função de modificar adjetivos em substantivos abstratos.

Weak (fraco) – weakness (fraqueza); happy (feliz) – happiness (felicidade); aware (ciente) – awareness (ciência).

 

Able” e “ible” formam verbos em adjetivos:

Convert (converter) – convertible (conversível); access (acessar) – accessible (acessível); rely (confiar) – reliable (confíavel); afford (ter condições) – affordable (acessível em relação a preço).

 

O sufixo ly forma advérbios:

Joy (alegria) – joyfully (alegremente); quick (rápido) – quickly (rapidamente); fluent (fluente) – fluently (fluentemente); perfect (perfeito) – perfectly (perfeitamente).

 

Less” indica ausência de algo, transformando substantivos em adjetivos:

End (fim) – endless (sem fim); hope (esperança) – hopeless (sem esperança); color (cor) – colorless (sem cor); care (cuidado) – careless (descuidado).

 

Em compensação, o sufixo “ful” transforma substantivos em adjetivos com o intuito de que haja existência de algo.

Power (poder) – powerful (poderoso); thought (pensamento) – thoughtful (pensativo); gratitude (gratidão) – grateful (grato); faith (fé) – faithful (fiel); pain (dor) – painful (doloroso).

 

Mostramos então, algumas das milhares possibilidades de abranger o nosso vocabulário fazendo uso dos “mágicos” sufixos!